Moradores próximos a duas barragens em Minas deixaram suas casas após soarem sirenes de alerta

Cerca de 500 pessoas das comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteiras, do município Barão de Cocais , na região central de Minas Gerais, tiveram que deixar suas casas, na madrugada desta sexta-feira, depois que sirenes de alerta de uma barragem da mina da Vale foram acionadas.

Segundo o site G1, moradores do povoado de Pinheiros, em Itatiaiuçu, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, também foram obrigados a sair de casa de madrugada. A Polícia Militar informou que a Defesa Civil alertou para o risco de rompimento da barragem que pertence à mineradora ArcelorMittal. O povoado fica a 1,5 quilômetro da barragem.

Em Barão de Cocais, a determinação para a retirada dos moradores foi da Agência Nacional de Mineração e surgiu por causa da Barragem Sul Superior da mina Gongo Soco, da Vale. De acordo com a mineradora, a consultoria Warm negou a Declaração de Condição de Estabilidade da estrutura. As informações são do “G1”.

Com a declaração negada, a empresa teve que começar a executar o nível 1 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração. Sirenes foram acionadas, e os moradores começaram a deixar suas residências.

Em nota, a Vale “ressalta que a decisão é preventiva”. Ainda segundo o informe da empresa, “como medida de segurança, a Vale está intensificando as inspeções da barragem Sul Superior. Também será implantado equipamento com capacidade de detectar movimentações milimétricas na estrutura”. A Vale informou ainda que consultores internacionais farão uma nova avaliação da situação no próximo domingo.

O secretário de Comunicação de Barão de Cocais, Mardem Chaves, disse, em entrevista ao “Bom Dia Minas”, que as comunidades de onde os moradores foram retirados ficam a cerca de dois quilômetros da barragem, que está desativada. Segundo ele, a Vale indicou o risco como nível 1, e a Agência Nacional de Mineração ampliou para o nível 2, que é o mais próximo da possibilidade de rompimento.

08/02/2019

(Visited 3 times, 1 visits today)